Intolerância ao glúten tem cura? Quais os Sintomas

Intolerância ao glúten
Celíacos são as pessoas portadoras de uma doença caraterizada pela intolerância ao glúten. De acordo a Acelbra ( Associação de Celíacos no Brasil), existem cerca de 300 mil celíacos no país. O glúten está presente em alimentos como a aveia, o malte, a cevada e o trigo. É preciso muita atenção, pois a ingestão do glúten pode causar sérios problemas para os portadores desta doença. Veja neste artigo mais informações sobre a doença, seus sintomas e tratamento. 

O que é a doença da intolerância ao glúten? 

Conhecida como doença celíaca, a intolerância ao glúten atinge uma a cada 214 pessoas e é caracterizada como uma doença autoimune, ou seja, quando o glúten é inserido, o sistema imunológico o identifica como uma ameaça e produz anticorpos para combatê-lo. Esses anticorpos prejudicam a mucosa do intestino delgado, provocando muitos danos, como por exemplo, a diminuição das vilosidades que prejudica a absorção dos nutrientes. A doença pode se manifestar em qualquer idade e sua causa é na maioria dos casos genética. Porem, pessoas com diabetes tipo 1, doença autoimune da tireoide, Síndrome de Willians e Síndrome de Terner têm maior chance de desenvolver a doença. 

Sintomas da intolerância ao glúten 

A doença celíaca possui muitos sintomas, dentre eles diarreia crônica, fadiga, flatulência, vômito, gases, infertilidade, perda de peso, irritação, fraqueza, erupção na pele, anemia da carência de ferro, prisão de ventre, alterações no ciclo menstrual, dor abdominal, náuseas e até mesmo ansiedade e depressão. O curioso é que a doença também pode não apresentar sintoma algum, o que dificulta o seu diagnóstico e a semelhança desses sintomas com os de outras doenças também é dificultada. 

Intolerância ao glúten tem cura? Qual o tratamento? 

Infelizmente a doença celíaca não tem cura e o tratamento consiste em evitar a ingestão do glúten pelo resto da vida. É preciso criar uma dieta adequada às necessidades da pessoa e segui-la à risca. Devem ser evitados alimentos como aveia, trigo, biscoitos, cereais, pães, pizzas, macarrão, cerveja, dentre outros. Já os alimentos permitidos são: milho, margarina, cenoura, tomate, vagem, frutas, leite, feijão, ervilha, lentilha, grão-de-bico, peixes, frutos do mar, dentre outros. 



0 comentários:

Postar um comentário

 
Saúde Certo © 2012 Todos os direitos reservados