Tipos de cirurgia de coluna


cirurgia de coluna
 Cada doença na coluna requer um tratamento diferente 

Quem possui problemas na coluna sabe como a vida pode ficar complicada. Uma dor muitas vezes aguda em que o corpo parece pedir uma longa pausa, e nenhum movimento faz passar a dor. A coluna é um dos órgãos fundamentais ao corpo humano, oferece sustentação a outras estruturas e órgãos, oferece movimento ao pescoço e tronco e protege a medula espinhal. Assim como qualquer órgão a coluna também está propensa a ganhar doenças por diversos fatores. A má postura e carregar peso em excesso são alguns dos principais vilões contra a coluna, podem ocasionar em doenças graves. Nos casos mais extremos é necessário realizar uma cirurgia de coluna, isso varia de acordo com a doença. 

Principais doenças na coluna 

Para entender as cirurgias realizadas na coluna é importante saber quais doenças podem atingi-la. Lombalgia ou mais conhecida como dor nas costas é a mais “popular”. Ela atinge a região lombar e afeta muitas mulheres e homens, sua causa costuma ser a hérnia de disco. A hérnia de disco por sua vez é uma lesão no disco que pressiona os nervos, este tipo de problema causa dores na coluna e nas pernas e pode afetar também pescoço e braços. A artrose é uma doença que destrói a cartilagem das vértebras e costuma ser causada pelo envelhecimento. 

A estenose é uma doença que também aparece com freqüência, conhecida por ser o estreitamento do canal vertebral lombar e acontece principalmente em pessoas de idade avançada. Os tumores ósseos na coluna geralmente são provenientes de outras regiões do corpo, devido a metástase. Quem sente dores em determinada região das costas, nos braços, nas pernas, formigamento nos pés, dormência nos braços ou pernas e diminuição de força nos movimentos deve procurar um médico para identificar o problema. 

Tipos de cirurgia na coluna 

As cirurgias realizadas na coluna devem ser feitas após tratamento clinico ou quando o caso do paciente é de risco. A cirurgia de hérnia de disco está no topo das realizadas, seguida da cirurgia de osteopenia, escoliose, escoliose lombar, lordose, dor ciática, instabilidade vertebral, cifose, degeneração discal, espondiólise, cervicalgia, lombargia, protrusão discal. Dependendo da lesão a cirurgia pode ser não invasiva com o uso de agulhas ou pequenas aberturas na musculatura e pele. Apenas nos casos mais sérios é preciso a retirada partes ou a colocação de pinos e placas. Com a tecnologia atual a recuperação é mais segura e garantida.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Saúde Certo © 2012 Todos os direitos reservados