Coceira na virilha masculina

A coceira na região da virilha pode ser um sintoma de uma possível infecção na virilha, esta que geralmente é causada por fungos.

O corpo humano costumar hospedar uma grande variedade de micro-organismos, são fungos e bactérias que podem ser úteis ou não para o organismo e que em alguns casos podem gerar até mesmo alguns tipos de infecções.

A coceira da virilha masculina acontece quando um determinado fungo cresce e multiplica-se por esse região. Esse tipo de doença acontece geralmente com os homens adultos e pode até mesmo ser acompanhado do conhecido pé de atleta. 

Este fungo que gera a coceira da virilha se limita as zonas de dobras e não costuma atingir o pênis ou o escroto, ele também costuma ser bem mais ameno que outras infecções que são geradas por fungos, porém pode ter um longo tempo de duração.

Mas, é preciso ter bastante cuidado e tratar o problema corretamente, pois este comichão pode atingir também o anus causando prurido e principalmente um enorme desconforto.

A coceira da virilha masculina pode ter como causas algum tipo de eczema, líquen simples crônico, irritações químicas e até piolhos púbicos que são também conhecidos como piolho do púbis.

Outros nomes são adotados para denominar a coceira da virilha. Ela também é chamada de infecção da virilha, infecção fúngica da virilha masculina, coceira jock, coceira do barbeiro, micose da virilha, tinea cruris e pítriase versicolor.

Sintomas da coceira da virilha

Os sintomas da coceira da virilha são coceiras intensas nas região, também na região do anus, nas pregas da pele na região das coxas. Além disso, podem aparecer manchas vermelhas bastante salientes, manchas com escamas que podem até mesmo se transformar em bolhas. 

Tratamentos

É preciso manter sempre a pele bem limpa e seca, usar roupas leve e largas que não apertem a área afetada, aplicar algum medicamento antifúngico como cremes e pomadas, que contenham em sua fórmula micozanol, clotrimazol e tolnaftat.

Quando as infecções forem agravadas e durarem período superior a duas semanas precisa de um tratamento com indicação médica. O médico poderá fazer a prescrição de medicamentos orais e até antibióticos para trata-las.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Saúde Certo © 2012 Todos os direitos reservados