Dermatite seborreica - tratamento

A Dermatite seborreica é uma inflamação do tipo crônica, que tem manifestação constitucional, pois se trata de herança genética. Geralmente, ela causa erupções cutâneas que ocorrem nos locais onde tem predominância de produção de oleosidade por conta das glândulas sebáceas.

Clinicamente, a dermatite seborreica tem causa desconhecida, sabe-se que a oleosidade excessiva da pele e um fungo conhecido como Pityrosporum ovale, que está presente na região de pele afetada são duas causas do processo. Uma atividade mais acelerada das glândulas sebáceas acontece através da ação dos hormônios androgênicos, e por isso a doença costuma a começar sua manifestação logo após o período da puberdade. Nas crianças recém-nascidas também pode manifestar-se, pois o androgênico da mãe ainda se faz presente.

A dermatite seborreia é uma doença crônica, sendo que em alguns períodos pode melhorar e em outros ter grande piora. A doença, como outras doenças que afetam a pele, costuma se agravar em períodos frios, como o inverno e em situações de estresse e fadiga emocional.

As manifestações mais comuns são as que ocorrem no couro cabeludo e tem como principal característica uma produção intensa de oleosidade (a seborreia), descamação e muita coceira.

Tratamento Dermatite seborreica

Assim como outras doenças da mesma espécie, não existe nenhum tipo de remédio que consiga curar a dermatite seborreica, apenas aqueles com função de controlar os sintomas gerados por ela. Alguns hábitos também são importantes no processo de cuidado com a mesma, como por exemplo evitar o consumo de alimentos com alto teor de gordura, também de bebidas que contenham álcool e evitar tomar banhos quentes demais.

Para iniciar um tratamento para controle da Dermatite Seborreica é necessário antes consultar um médico dermatologista que faça uma avaliação do caso e prescreva os medicamentos corretos. De modo geral, os tratamentos são feitos a base de medicação de uso local, que são sabonetes, loções capilares, xampus e cremes que contenham em sua fórmula anti-fúngicos e corticoesteróides, entre outros tipos de componentes. Em casos mais avançados, são utilizados também medicamentos via oral. 

A verdade é que o tratamento sempre vai depender dos locais onde se encontram as lesões e da intensidade em que aparecem os sintomas da doença. 


0 comentários:

Postar um comentário

 
Saúde Certo © 2012 Todos os direitos reservados