Pomada trok - preço, bula

A pomada Trok pode ser facilmente encontrada em farmácias e drogarias e por um preço que varia entre sete e dez reais a depender de cada região.

trok-pomada

A pomada Trok é indicada para casos de dermatoses inflamatórias que sejam afetadas por fungos ou então por leveduras. Também em casos de dermatite de contato, de dermatite atópica, de dermatite seborreica, de intertrigo, de disidrose, de neurodermatite e de eczemas.

Ação esperada do medicamento

O Trok é um medicamento de uso tópico que possui uma atividade anti-inflamatória e antibiótica sobre a região de pele afetada e por isso é indicada para tratamento de dermatoses com processo inflamatório afetadas secundariamente ou então com presença de fungos e de bactérias.


Indicações

O medicamento é indicado para casos de dermatoses inflamatórias que sejam afetadas de maneira secundária por bactérias ou fungos. O creme é indicado para casos de dermatose que estejam na fase úmida, como as dermatites de contato, a dermatite atópica, a dermatite seborreica, a disidrose, o intertrigo, a neurodermatite e eczemas.

A pomada também é indicada para as fase mais secas das doenças crônicas como nas dermatoses mencionadas anteriormente.

Contraindicações

A pomada Trok é contra indicada para o uso oftálmico. É contraindicado também para pacientes que apresentem histórico de hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da formula do medicamento. 

Também é restrito para pacientes com infecções de pele originárias de problemas como a varicela, a herpes simples ou zoster, de tuberculose cutânea e da sífilis cutânea. 

Reações adversas

As reações adversas são raras, mas pode acontecer de aparecerem casos de ardência no local aplicado, prurido, sensação de incomodo e irritação, ressecamento da pele, foliculite, hipertricose, erupções acneiformes, hipopigmentação, dermatite do tipo perioral, dermatite de contato, maceração cutânea, estrias, miliárias, atrofias cutâneas e infecções secundarias.

Posologia

Deve ser aplicada uma camada fina do creme sobre a região afetada, ao menos uma vez por ida. Em alguns casos pode ser necessária mais de uma aplicação. A pomada não deverá ser utilizada em tempo superior a duas semanas. Em crianças com idade inferior a doze anos as doses utilizadas devem ser muito pequenas. 

Leia mais...

Tipos de dermatite crônica

A Dermatite é uma doença muito comum, ela é do tipo crônica ou seja, que não tem cura, o individuo que tem a dermatite irá conviver com a doença durante toda a vida, mas ainda assim existem tratamentos para controlar os sintomas da doença.

A dermatite aparece em forma de lesões na pele que contém inflamações, nessas lesões o individuo portador sente muito coceira e vermelhidão, além de outros sintomas característicos da doença.

A dermatite é um tipo de reação alérgica de sintomas localizados que pode ser tratada com o uso de medicamentos como cremes tópicos. 

Tipos de dermatite 

A dermatite pode se manifestar de diferentes formas. Os tipos existentes de dermatite são:

- Dermatite de contato;

- Dermatite Seborréica;

- Dermatite atópica;

- Dermatite herpetiforme;

- Dermatite alérgica.

Dentre os sintomas mais comuns entre todos os tipos de dermatite estão vermelhidão na região afetada, sensação de coceira intensa, descamação da pele, formação de bolhas cheias com liquido transparente no local.

Dentre as principais causas da dermatite estão o contato com algum tipo de substância que cause algum tipo de alergia, também uma reação em forma de efeito colateral de algum medicamento utilizado, problemas de má circulação do sangue e ressecamento muito intenso da pele. Além disso, o aparecimento da dermatite pode estar relacionado a muitos outros fatores, como herança genética, stress, alergia ao calor, entre outros.

A dermatite é diagnosticada por um médico especializado em dermatologia a partir da observação das lesões na pele do paciente.

O tratamento da doença também deve ser prescrito pele dermatologista e varia de acordo com cada tipo da doença e gravidade de cada caso. Ele pode ser feito por meio da toma de medicamentos que controlem os problemas de alergia e medicamentos de aplicação tópica como cremes e pomadas.

Alguns fatores podem vir a prejudicar os estados da dermatite, são as alergias, gripes e resfriados, contato com algum tipo de material áspero, pele seca, exposição da pele a água, exposição da pele a algum irritante ambiental, sensação de calor intenso ou de frio, estresse, fragrâncias e corantes que estejam adicionados em produtos de beleza, como loções e sabonetes.
Leia mais...

Pomada para queloide

Um queloide é um crescimento excessivo do tecido de cicatrização em um local de ferimento que já esteja curado. Eles geralmente surgem na pele devido a acnes, queimaduras, furos na orelha, varicela, pequenos arranhões, cortes feitos por processos cirúrgicos, feridas de origem traumática e no local de vacinação e aplicação de injeções.
Minancora pode ajudar a tratar queloide

Eles são bastante comuns e geralmente ocorrem em pessoas com idade entre 10 e 20 anos. Os queloides geralmente são herdados geneticamente e pode se caracterizar como queloides quando ocorrem vários queloides no mesmo local.

O diagnostico dos queloides é feito pelo médico a partir da aparência dos mesmos. Em alguns casos é necessário a realização de biópsia da pele.

Os queloides tem cor vermelha ou rosada, tem como base um ferimento, apresentar sulcos e pode gerar muita coceira no local, além de aumentar o seu tamanho com o tempo.

Os queloides podem ter diferentes tipos de tratamentos, um deles é com o uso de pomadas.

Pomadas para tratar queloides

As pomadas utilizadas para tirar os queloides são compostos a base de corticosteroides e são necessariamente indicadas pelo médico responsável. 

Dentre as pomadas utilizadas para tratar os queloides estão a Nebacetin, a minancora, a fibrase e o cicatricure gel, todos eles que possuem corticosteroides em sua composição.

Também existe pomada com função de prevenir o aparecimento dos queloides, é o caso por exemplo da pomada Imiquimod que é utilizada para evitar a formação dos queloides, eleas devem ser aplicadas em lugares de possíveis aparecimentos dos mesmos, como em cicatrizes pós cirúrgicos e furos de brincos e piercings. Aplicando continuamente a pomada nesses locais, os queloides não conseguem se formar ali.

Mas, embora as pomadas consigam tratar e prevenir os queloides, este é um problema que dificilmente pode ser solucionado apenas com o uso delas, isto porque o queloide é um problema que pode voltar e só mesmo com a cirurgia de remoção é que eles são totalmente retirados e eliminados. 

O ideal é que o médico seja procurado logo que o problema surgir. Dessa forma, será possível tratar o queloide de forma correta sem gerar mais complicações.
Leia mais...

Pomada para hemorroida

A hemorroida é um problema muito comum. Uma das pomadas mais conhecidas hoje em dia para trata-la é a Hemovirtus. Ela pode ser facilmente encontrada em farmácias e drogarias. Outras pomadas com formulas semelhantes são a Proctosan e também o Ultraproct.

A aplicação de qualquer uma dessas pomadas devem ser feitas sob orientação médica que ira prescrever o modo correto de acordo com cada caso.

Como usar a pomada para hemorroidas

A pomada hemovirtus precisa ser introduzida no ânus de duas a três vezes por dia. Essa aplicação deve ser feito em um período máximo de três meses. Isso porque, depois desse período a pomada pode começar a causar algum tipo de irritação no local.

No caso de quem prefere utilizar a Proctosan sua aplicação também é de duas a três vezes por dia pelo mesmo período de tempo, introduzindo ela no ânus.

Já no caso da Ultrproct, ela deve ser colocada na região externa do ânus, onde deve ser massageada de forma leve e suave, também de duas até três vezes ao dia sempre após a evacuação, fazendo antes a limpeza correta do local.

Tratamentos para hemorroidas internas e externas

A hemorroida pode ser do tipo interna ou então do tipo externa. No caso das externas, além do uso das pomadas é preciso ingerir bastante líquidos e de alimentos que sejam fonte de fibras. Em alguns casos, o médico pode até mesmo solicitar que o paciente tome algum tipo de suplemento a base de fibras. Os banhos de assento também podem ser positivos e trazer benefícios.

No caso das internas, o tratamento pode ser feito ainda com supositórios feitos de glicerina que ajudam a facilitar a eliminação das fezes do paciente, além disso podem ser usados supositórios analgésicos, anti-inflamatórios e a adoção de uma alimentação que seja rica em fibras. Como esse tipo de hemorroida não causa dores, não é necessário tomar medicamentos de função anti-inflamatória nem mesmo analgésicos. Mas, pode ser recomendado o uso de algum tipo de planta medicinal, como por exemplo a Hamamélis.

Lembre-se de consultar o médico antes de usar qualquer tipo de medicamento.



Leia mais...

Pomada para candidíase

A candidíase é uma doença auto imune, mas isso não quer dizer que ela não pode ser passada para alguém ou pegada por contato com um portador. Quando o sistema imune do organismo está debilitado, os fungos que já habitam a região genital encontrar maior facilidade para se proliferar e aumentam de forma rápida, o que vem a causar a candidíase. A melhor forma de cuidar e tratar da doença é conseguir manter um equilíbrio entre estes microrganismos. Isso geralmente é feito por meio do uso de medicamentos ingeridos via oral e também de pomadas.
imagem ilustrativa

A cura da doença está relacionada a este equilíbrio e também no fortalecimento do sistema imune.

A candidíase se apresenta através de alguns sintomas, eles são: coceira intensa na região genital, corrimento esbranquiçado, que tem aparência semelhante a de leite coalhado, dores e sensação de ardor ao urinar, inchaço e vermelhidão nos órgãos genitais, placas de cor branca na boca e na língua em casos de portadores da candidíase oral.

O uso de pomadas

Durante o tratamento da candidíase é indispensável utilizar pomadas de função antifúngica, como as que contém miconzasol em sua composição. As pomadas devem ser utilizadas em conjunto com a medicação e usadas diariamente por um período que pode ter variação entre sete e quatorze dias, sendo que sua aplicação precisa ser feita em toda a região genital e noc aso das mulheres também no interior da vagina. É ideal que o uso da pomada seja prolongado mesmo quando não se tenham mais sintomas aparentes da doença.

As pomadas de função antifúngica são as mais indicadas para os casos de candidíase porque conseguem devolver o equilíbrio dos microrganismos da região genital. Essa região é mais suscetível ao desenvolvimento e ao aumento deles porque recebe menos luz e está sempre recebendo umidade. As pomadas ajudam controlar o aumento dos fungos de forma que a doença desapareça aos poucos.

Porém, para pessoas que sofrem com problema de candidíase crônica, muitas vezes o uso da pomada pode não ter grande efeito, pois a sua doença é resistente a ela. Nesses casos, o tratamento pode ser feito de diferentes maneiras, de acordo com a prescrição médica.


Leia mais...
 
Saúde Certo © 2012 Todos os direitos reservados